sábado, novembro 29, 2008

Camaleônicas

Bem vi/
vidas tu/as
horas
Camaleônicas.

Re/nascem as células,
trocamos olhares oblíquos.
Ouvimos palavras
eru/ditas,
machadianas.

Nada em ti
lembra a Capitu.
Ou lembra?

Cama/leônicas eras.
Dúbia,
múltipla,
heteronômica.

Exercícios:
ser
sol,lua,
oceanos.

Ser toda,
total,
uni/versos.

2 comentários:

Renato T. disse...

É muito bom ler teus poemas. A suavidade de tuas palavras são pontes que nos remetem a outros mundos.

Abraços!!

Renato T. disse...

É muito bom ler teus poemas. A suavidade em tuas palavras é ponte que nos remete a outros mundos.

Abraços!!