quinta-feira, setembro 03, 2009

Intervenção num poema de Olga

Sou uma estranha
um misto de cores
nessas horas frias.

Uma mescla rara,
Um fator que fala
e por si só
esgotam poderes.

Em pedaços,
fragmentada,
sou fios abstratos
tecendo poemas
em nuvens.

2 comentários:

Revista Cidade do Sol disse...

Rai, só hoje descobri a morte do Henrique Emidio. Estou abalado. Por favor, me dê maiores informações.

Abs do Lúcio Jr.

Penetralia disse...

Vamos escrever um poema para o Emídio e convidar outros conhecidos a fazê-lo?

Abs do Lúcio Jr.