quarta-feira, julho 02, 2014

Um movimento


                                    Ventos



                                    movimentam-se as palavras
                                           coreografadas no vento

                              fios de  espuma vestem poemas.
                              correm os séculos, não apagam
                                as estrelas no céu do meu país.

                             veias
                             são laços
                             no peito.

                                                    na linha do tempo
                                               não morrem as águas.
                                               ondas namoram o sol.

             a deusa louca dança.
            giram olhos e braços

   uma flecha transpassa, fere o corpo.
   minúscula pedra expulsa o pulmão.

2 comentários:

Celso Mendes disse...

Um movimento, algumas palavras e a poesia limpa e clara.

Raimundo Lonato disse...
Este comentário foi removido pelo autor.